Barrigada

O Diário deu uma barrigada - no jargão jornalístico, cometeu um ato fa-lho - ao informar que o desembargador Gilberto Pinheiro estava sendo cotado para uma vaga no Supremo.

Na verdade, Pinheiro continua candidatíssimo a uma vaga no Superior Tribunal de Justiça (STJ), por indicação do Judiciário amapaense. Gilberto concorre com outros 10 magistrados brasileiros. E tem boas chances de ser o escolhido.

Operação Argus

Esta semana, a Justiça Estadual ouviu as testemunhas de defesa dos réus-presos - são mais de 30 suspeitos encarcerados na penitenciária - relacionados à Operação Argus, que desbaratou uma suposta organização criminosa ligada ao narcotráfico e à associação para o tráfico de drogas.

Nepotismo não!

O Tribunal de Justiça do Amapá deu o exemplo: não quer saber de nepotismo por lá. Exonerou, de uma tacada só, 10 parentes de desembargadores e três de juízes de primeiro grau.

Até segunda, 13, mais alguns pa-rentes de magistrados vão perder os cargos comissionados.

R$ 10  milhões

A ONG Ocean Pesc, que trabalha com pescadores artesanais de vários municípios, conseguiu uma verba de R$ 10 milhões para investimentos no setor pesqueiro.

Detalhe: não teve influência de ne-nhum político da bancada federal do Amapá no Congresso Nacional.

O registro é apenas para que não apareçam outros “pais” do projeto dizendo que este ou aquele político conseguiu o recurso.

A Ocean Pesc tem escritório em Brasília, onde tenta viabilizar recursos para pescadores amapaenses filiados às colônias de pesca locais.

Será?!

 Nilza Amaral ou Kária Tork (Funasa), ambas do PT, uma das duas pode ser a nova secretária da Educação, em substituição a Adauto Bitencourt, que deixa o cargo para assumir sua campanha a de-putado estadual.

O arranjo político estaria sendo feito entre a ex-governadora Dalva Figueiredo (PT) e o governador Waldez (PDT).

Nos bastidores, haveria o dedo de Lula e Sarney - que quer a vaga de vice na chapa de Waldez para o PMDB.

Lula, por sua vez, deseja a reeleição, e vê no acordo uma forma de unir os partidos em torno de sua candidatura.

Dalva, só quer ser deputada federal e teria aberto mão de concorrer à sucessão de Góes.

Especulações

...Embora negue, acabou reforçando as especulações sobre a possibilidade de vir a ser vice de Lula na chapa da reeleição. Ele também poderia coordenar a campanha de Lula.

Agressivo

O ministro da Integração Nacional, Ciro Gomes (PSB), voltou a desempenhar uma de suas funções prediletas - a de mais agressivo adversário de FHC na equipe de Lula...

De porres & Ressacas

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva não bebe há 40 dias, disse o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Luiz Fernando Furlan, em Argel, a capital da Argélia.

"Ele vem seguindo à risca o regime dele, inclusive está abstêmio há cerca de 40 dias", disse Furlan.

"Ele só toma Coca light e a gente tem que acompanhá-lo", queixou-se.

O comentário de Furlan só foi pior do que a justificativa. Até aí, tudo bem, pois ninguém tem nada a ver com os porres e as ressacas do presidente.

Afinal, Lula não seria o primeiro ébrio no Executivo. Que o digam os ex-prefeitos Jânio Quadros (São Paulo) e Hélio Gueiros (Belém).

Quem é quem

O clima esquentou lá pros lados do PCdoB, depois que a deputada estadual Roseli Matos bateu o pé e decidiu que os comunistas terão apenas um candidato à Assembléia Legislativa: ela própria.

No PSOL, por enquanto, a candidatura de Randolfe Rodrigues é quase uma unanimidade. Falta definir a que cargo. O partido sabe que pulverizar votos entre vários nomes será suicídio político.

Já o Partido Verde (PV) vai de Zezé Nunes e Manuel Mandi, para estadual, e Promotor Moisés para federal.

Candidatíssimo

De Brasília, Papaléo Paes (PSDB-AP) mandou seus assessores avisarem a quem interessar possa, que é candidato, sim, ao Governo do Amapá.

Como vai viabilizar sua campanha, é outra história. mas que quer ser candidato, isso ele não esconde de ninguém.

E tem até uma opinião formada sobre o resultado do pleito: em seu entendimento, Waldez não se reelege nem amarrado. Ele dizendo, né.

Verticalização

A Câmara dos Deputados confirmou nesta quarta-feira, em segundo turno, a aprovação da emenda que acaba com a regra da verticalização nas eleições.

A verticalização proíbe os partidos de fazer nos Estados alianças diferentes da coligação nacional e foi aplicada nas eleições de 2002.

Socialismo

Bastante concorrido o debate sobre “Socialismo e Revolução”, ocorrido no Centro de Formação Política Genildo Batista, em Macapá. Os participantes assistiram a um vídeo sobre o Fórum Social Mundial e debateram o socialismo na América Latina, além de fazerem uma análise de conjuntura.

PSOL vai à Justiça

Os parlamentares do PSOL no Congresso devem entrar ainda hoje com uma ação popular na Justiça de 1ª instância para sustar o pagamento da segunda parcela de salários extras da convocação extraordinária para os parlamentares.

O PSOL também vai acionar o Mi-nistério Público Federal para que seja cumprido o decreto, aprovado na Câmara e no Senado no dia 17 de janeiro, que proíbe o pagamento de qualquer ajuda de custo quando houver convocação extraordinária.

No entendimento do PSOL, como o decreto entrou em vigor em janeiro, não há porque pagar a segunda parcela.

Dilema

O Partido Social Cristão (PSC) está num dilema: tem nomes demais para disputar as proporcionais - deputados - e corre atrás de uma coligação que garanta a possibilidade de eleger pelo menos um irmão. É para não correr o risco de levar os votos para outros candidatos.

Posse na Caixa

Será hoje, 10, às 9h, a posse do novo superintendente de Negócios da Caixa Econômica  no Amapá, Raimundo Frota. A cerimônia está marcada para o auditório da Justiça Federal, na Av. FAB.

Hoje, também, a Caixa firma convênio com o Governo para a construção de 160 unidades habitacionais no conjunto Vitória Régia, em Macapá.

Amargo regresso
O deputado Jorge Amanajás (PSDB) acabava de subir no palco do Desafio para sua aula semanal de terça-feira, quando começou um tiroteiro nas imediações - a polícia tentava prender fugitivos da penitenciária. Jorge, que no ano passado foi ameaçado de morte e chegou a ter sua casa invadida por bandidos, retornava de uma ausência de quase seis meses longe da sala de aula por conta da ameaça, pensou que seus desafetos estavam vindo para cumprir a promessa de morte. Parou a aula e saiu do local às pressas. Os alunos também ficaram em pânico. Várias balas perdidas atingiram o prédio do pré-vestibular.
Insegurança
Seis, dos doze presidiários da penitenciária que estavam sob custódia da polícia, numa delegacia de Macapá, fugiram esta semana serrando a grade da cadeia. Três deles foram recapturados, mas até ontem os outros continuavam foragidos. Dentre eles, “Bambolê”, um folclórico delinqüente que teria a estranha mania de injetar sangue contaminado com Aids em suas vítimas. A polícia montou uma verdadeira operação de guerra para recapturar os fugitivos.
Formação política
Hoje, a partir das 18h, no Centro de Formação Política Genildo Batista, o PSOL promove debate sobre o processo revolucionário na América Latina. Interessados podem participar do evento, que contará com exibição de vídeo sobre o 6º Fórum Social Mundial, ocorrido no final de janeiro, em Caracas (Venezuela). Estima-se que mais de 100 pessoas participem da programação.
Livro
O poeta “Cica”, que ficou conhecido em Macapá após escrever um livro contando sua saga de ex-presidiário e ex-imigrante ilegal na Guiana Francesa, prepara o lançamento de mais uma obra: “No liminar da incredulidade”, cuja noite de autógrafos acontece neste dia 17, na sede da OAB.
Movelarias
Hoje, 9, às 10h, no Distrito Industrial de Santana, acontece a assinatura do Termo de Cessão do espaço físico onde vai funcionar o Centro Tecnológico da Madeira, como parte integrante do Pólo Moveleiro do Amapá. O pólo vai abrigar movelarias da capital.
Registro de preços
Para desburocratizar o processo de compras públicas e tornar o processo de aquisição mais célere e eficiente, o Tribunal de Justiça do Amapá acaba de adotar o Sistema de Registro de Preços. O novo método consiste na manutenção de um arquivo de preços de bens e serviços selecionados mediante licitação, em observância ao princípio da isonomia. A empresa vencedora da licitação assina uma Ata de Registro de Preços com duração máxima de um ano. A idéia já vem sendo colocada em prática em outros tribunais estaduais pelo Brasil.
Mudança
Agora é pra valer. O acordo pela governabilidade e reeleição de Waldez começa a ser colocado em prática. Ontem, o PSDB ganhou uma secretaria, a de Saúde, onde foi empossado o médico Abelardo Vaz no lugar de Uilton Tavares.
Os valores
Dezoito federações de esportes amadores, do Amapá, vão receber a bagatela de R$ 379.776,00 da Secretaria de Estado dos Desportos e Lazer (Sedel), segundo informou a própria secretaria. Esse montante pode até sofrer alteração - para mais, claro -, dependendo de um encontro entre o secretário Rui Moraes e o governador.

Processo

O presidente do Conselho de Ética da Câmara, Ricardo Izar (PTB-SP), afirmou ontem que o processo contra o deputado José Janene (PP-PR) continuará apesar de seu estado de saúde.

Negativa

Em depoimento à CPI dos Bingos, o empresário Roberto Kurzweil disse que só soube pela imprensa que um veículo blindado seu tinha sido usado no transporte de caixas com dinheiro suspeito.

Te cuida, jacaré!!!

Agentes ambientais comunitários, treinados pelo Ibama - e com dinheiro do contribuinte -, estão acabando com o que resta da bicharada nos municípios de Ferreira Gomes, Cutias do Araguari e Tartarugalzinho.

É que os “guardas do Ibama” não deixam ninguém caçar ou pescar nesses locais, mas eles próprios matam os jacarés, antas, tartarugas e pirarucu que encontram pela frente.

Com a palavra, o Ministério Público.

Fé duvidosa

Políticos dos mais diversos naipes estão buscando refúgio eleitoral em algumas religiões.

As igrejas mais procuradas pelos novos “irmãos” são as evangélicas, tidas como um celeiro de votos.

O problema é que crente não vota em crente. Que o digam Adonias Trajano, Valdenor Guedes e Jefri Hipóliti - eleitos por seus próprios esforços e contra a vontade dos irmãos.

A exceção foi a eleição do Pastor Oliveira, com votos da Igreja Universal. Mas aí é um tema para tese de marke-

ting eleitoral.

Pequeno

Evangélicos ligados aos mega-eventos públicos acham temerosa a realização do espetáculo do Bispo Macedo (chefão da Igreja Universal), no Avertino Ramos, dia 26.

Tudo a ver com a quantidade de gente que comparece nos cultos de Macedo, que, em média, leva mais de 100 mil pessoas a cada apresentação.

Em tempo: o Avertino Ramos comporta apenas 5 mil pessoas em pé.

Crise da caricatura

O primeiro-ministro da Dinamarca disse na terça-feira que os violentos protestos muçulmanos contra as caricaturas do profeta Maomé são uma crise mundial que pode escapar ao controle dos governos. Os muçulmanos não gostaram da publicação de caricaturas de Maomé, num jornal dinamarquês.

Boa notícia

O governo anunciou nesta terça-feira um conjunto de medidas de incentivo à habitação e à construção civil que inclui redução em alíquotas de IPI e uma oferta de crédito imobiliário de 9,560 bilhões de reais para a classe média. Para famílias de baixa renda, o volume de crédito será de 6,807 bilhões de reais.

Na mídia

O deputado estadual Jorge Amanajás (PSDB), presidente da Assembléia Le-gislativa, desembarca esta semana em São Paulo para cumprir compromissos com a mídia nacional. De primeira, será entrevistado pelo colunista televisivo Leão Lobo, do SBT e Band.

Ser ou não ser?

Em entrevista numa emissora de rádio, Gilberto Pinheiro (o desembargador) deixou claro que algum dia, não se sabe quando, ele pode trocar o Judiciário pelo Executivo ou Legislativo.

“Estou aqui para servir”, sugeriu Pi-nheiro, sem esconder uma pontinha de desejo de servir em outro poder.

Quase lá

Ainda não foi desta vez que o Amapá viu concretizado o sonho de ocupar uma cadeira no Supremo Tribunal Federal.

O indicado foi o desembargador Gilberto Pinheiro, mas o presidente Lula preferiu um desembargador e professor da USP.

Acordo

Cardeais dos mais emplumados do PCdoB negam, mas nos bastidores já se fala num acordo de cavalheiros entre os comunistas e o PDT, com vistas à reeleição de Waldez Góes. Na prática, o acordo parece ter sido firmado: ontem, o irmão do deputado Evandro Mi-lhomen (PCdoB), João, foi empossado na Fundecap.

Máquina delinqüente

Um repórter-fotográfico que cobria a chegada de Aldo Rebelo, ontem, no aeroporto, irritou-se com a máquina de refrigerantes instalada na porta do logradouro.

Achando que era um roubo pagar R$ 2,50 por uma latinha de Coca-Cola, o brioso membro da imprensa pensou em economizar e enfiou R$ 1,20 (o preço do refri na máquina) na maquininha de refigerantes. Esperou, esperou, e nada.

A máquina não só não liberou a bebida, como reteve o suado dinheiro do fotógrafo. Furioso, o rapaz contentou-se com uma garrafinha de água comprada no bar.

Descobriu-se depois que o repórter havia colocado o dinheiro no lugar errado. Pode?

Nas fronteiras

Os municípios de fronteira, cujas terras pertencem à União, mas estejam em áreas urbanas, podem vir a ser beneficiados por uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) de autoria do deputado federal Hélio Esteves (PT).

Se for aprovada, a PEC vai abranger os municípios que tenham projetos de extrativismo (vegetal e mineral) e agronegócios - ações que promovam a produção de empregos e renda.

Títulos cancelados

A Justiça Eleitoral no Amapá se prepara para cancelar cerca de 1.362 títulos eleitorais em todo o estado.

São de pessoas que deixaram de votar nas três últimas eleições e não foram justificar a ausência nas urnas.

Quem estiver nesta situação, tem até o dia30 de março para regularizar seu documento.

Segundo o TSE o Amapá possui 336.307 eleitores, 197.598 destes estão cadastrados em Macapá.

Senado limita Lula

O plenário do Senado deve votar nesta quarta-feira (8) a proposta de emenda constitucional (PEC 72/05) que modifica as normas de tramitação das medidas provisórias no Congresso.

É uma tentativa de evitar que elas, as MPs, continuem obstruindo a pauta de votações com freqüência, como ocorreu no ano passado.

Além disso, ela inclui uma novidade: o governo ficará proibido de aumentar impostos por medidas provisórias.

Quem já teve acesso à matéria, acha que ela passa no Senado. O Palácio do Planalto é que não está gostando.

Senado limita Lula

O plenário do Senado deve votar nesta quarta-feira (8) a proposta de emenda constitucional (PEC 72/05) que modifica as normas de tramitação das medidas provisórias no Congresso.

É uma tentativa de evitar que elas, as MPs, continuem obstruindo a pauta de votações com freqüência, como ocorreu no ano passado.

Além disso, ela inclui uma novidade: o governo ficará proibido de aumentar impostos por medidas provisórias.

Quem já teve acesso à matéria, acha que ela passa no Senado. O Palácio do Planalto é que não está gostando.

Cardápio: Jabá

Os donos do boteco “Pauta Extra”, um barzinho temático onde os repórteres enchem a cara depois do expediente, ao lado do Sindicato dos Jornalistas, inovou no sarro com os colegas que recebem “unzinho” por fora. Pôs no cardápio de tira-gosto o “jabá’ institucionalizado pelos governos, como opção para quem quiser um acompanhamento na hora da birita. Tem jabá (tira-gosto) para todos os bolsos. E com os nomes dos jornalistas flagrados recebendo propina. Os pedidos são feitos pelos nomes constantes na lista do jabaculê. “Me traz um fulano de tal...”, é a pedida da moda.

Magoei!!!!!!!!!

Um pré-candidato teria se aborrecido por ver sua “torneira” do dinheiro público fechada, e saiu com a idéia de lançar-se candidato à sucessão governamental.

O motivo: deixou de receber de um órgão público (pasme!) a bagatela de R$ 400 mil.

Festa no aeroporto

Na chegada de Aldo Rebelo (PCdoB), ontem, no aeroporto de Macapá, nunca se viu tantos deputados juntos - federais, claro.

A bancada inteira foi prestigiar a chegada do chefe.

Teve até quem pegasse carona no ja-tinho de Rebelo, em seu retorno: o de-putado federal Hélio Esteves (PT).

No saguão do aeroporto, Aldo quis saber onde estavam os camaradas de seu partido. E foi prontamente apresentado aos chefões da agremiação no Amapá: o advogado Luiz Pingarilho e a deputada estadual Roseli Matos.

Os números

Numa conta rápida, mas com base científica, o engenheiro Rodolfo Juarez - agora o homem-forte do SBT local - avisou a quem quer ser candidato nas próximas eleições: o quaociente eleitoral será alto.

39 mil para deputado federal e uns 13 mil para estadual. É quantos votos um partido - se estiver sozinho - ou coligação terá de obter caso queira eleger um de-putado federal ou um estadual, respectivamente.

Se se confirmarem esses números, os chamados “nanicos” (partidos pequenos) terão poucas chances de eleger algum representante ao Parlamento.

[ ver mensagens anteriores ]



Meu Perfil
BRASIL, AMAPA, MACAPA, PERPETUO SOCORRO, Homem, de 36 a 45 anos, French, English, Livros, Cinema e vídeo
Outro -
Visitante número: